Conecte-se Conosco









Famosos

Pastor Felipe Heiderich escancara porta do armário e ser gay assume de vez

Publicado

em

O pastor Felipe Heiderich, ex- marido da pastora Bianca, na trama que envolveu seu filho, na época de apenas cinco de idade, além de ser acusado de estupro de vulnerável, a ex- companheira do escritor também o acusou de homossexualismo, o que foi negado por ele, até recentemente.

Embora o meio gospel desconfiasse do pastor, ele sempre se posicionou como manda o “figurino”, dentro de um conceito religioso tradicional, a qual desempenhava o seu papel como sacerdote. Sempre com a negativa, assim como negou perante a justiça a acusação de abuso sexual contra seu enteado, filho da cantora Bianca Toledo.

Felipe Heiderich chegou a ser preso e “provar sua inocência” e depois ser absolvido pela Justiça da acusação de pedofilia.

Heideich se afastou da igreja e vive uma fase completamente nova, onde deixou de ser pastor, pelo menos no tradicional evangélico e assume publicamente, pela primeira vez, em entrevista ao Dia sua homossexualidade.

Atualmente Felope Hiederich está o youtuber Bruno de Simone. Embora ela assume o relacionamento gay, garante não se considerar homossexual: “me considero bissexual, porque sinto atração por mulheres”, confessa.

Um dos motivos que sempre levou o meio evangélico a por em cheque a sexualidade do ex-pastor, seria o jeito mais refinado, que foi explicado durante a conversa com Fabíola Oliveira o porque da delicadeza.

“Fui criado na roça pela minha avó e por isso sempre tive um jeito mais educado ou delicado, como alguns gostam de enfatizar. Mas sempre tive namoradas e todas elas podem testemunhar sobre isso. Assim como depois da tragédia que vivi e comecei a repensar na vida, sempre deixei claro que se algum dia me apaixonasse por alguém, seja homem ou mulher, eu tornaria isso público. E assim o faço hoje”

+ mais lidas