Connect with us

Hi, what are you looking for?

Gospel Contei | Notícias Gospel |Notícias Evangélicas|Mundo Cristão

Polêmicas

Angolanos expulsam pastores brasileiros da Igreja Universal na Angola

bispoe angolonaos expulsam brasileiros da Angola
Igreja Universal na Angola-Imagem reprodução

Os pastores brasileiros que comandavam a Igreja Universal do Reino de Deus (IURD) na cidade de Luanda, em Angola, foram expulsos depois que um grupo de angolanos não aceitaram as negociações que já vinham sendo feitas a meses. Agora eles tomaram posse dos mais templos presentes na cidades.

Pastor que fez live com loiraça chamando fiéis negros de sujos e encardidos pede perdão


Segundo o pastor Silva Matias, em novembro de 2018 foi feita a denúncia de vários crimes praticados pelos cerca de 200 bispos e pastores brasileiros em Angola contra os angolanos e o Governo local, o que culminou na decisão da expulsão.


Entre os crimes estaria a evasão de divisas, branqueamento de capitais e racismo cometidos pelos bispos e pastores brasileiros.


Questionado se houve a tentativa de algum contato com o bispo brasileiro em Angola, Honorilton Gonçalves, o pastor angolano respondeu que este se recusa a dialogar com os pastores angolanos.


Sem os brasileiros nas instalações, os angolanos davam ordens aos seguranças do templo denominado Cenáculo do Espírito Santo, procurando marcar posição no interior, perante a resistência de obreiros.


Em dezembro de 2019, a Procuradoria-Geral da República instaurou dois processos-crime contra a IURD, tendo como base as denúncias feitas pelos pastores angolanos.

You May Also Like

Mundo Cristão

O apóstolo Valdemiro Santiago colocou todos os seus contribuintes que assistiram seus cultos presenciais em um grande risco de vida. Ele revelou que contraiu...

Música

Morre fabiana Anastácio na madrugada dessa quinta-feira (04), após perder a batalha contra a Covid -19. A cantora gospel Fabiana anastácio estava a mais...

Pastor

Deus é nosso refúgio e fortaleza, socorro bem presente na hora da angustia. Sl 46:1, diz a nota da prefeitura de Estreito