No último sábado o pastor Davi Passamani foi denunciado pela veterinária Gabriella Palhano e o caso ganhou uma grande repercussão que até a grande mídia passou a dar atenção ao assunto. A Igreja Casa, a qual o religioso prestava serviços eclesiásticos, imediatamente divulgou uma nota de afastamento.

O pastor Anderson Silva que foi citado pela veterinária,fez vídeo , a esposa de Passamani também fez e detonou Anderson. Até a mãe de Gabriella fez uma gravação apoiando a filha. Mas o que gerou uma campanha contra o assédio e motivou famosos a compartilharem o post, foi uma colocação de Davi.

No pronunciamento onde pedia perdão a Igreja e familiares, afirmou que “adultério não é crime.” Logo se desculpou. Mas o caso tratado e levado as autoridades competentes não era de infidelidade no casamento, mas de assédio sexual.

“Mulher só serve para procriar”, afirma pastor Deivid Gomes

Essa tentativa de minimizar a denuncia da vitima levou famosos como Priscilla Alcântara reproduzir a postagem em suas redes sociais que dizia: “assédio não é só pecado, é crime”. Logo a cantora escreveu: “Não é ‘o diabo’. É crime”. 

Ainda no vídeo que acabou somando mais polêmica sobre a acusação de assédio Passamani aproveitou para lamentar o impacto à igreja goianiense

“Vi essa moça dizer que queria acabar com a igreja. Você não vai conseguir. A igreja não é minha. Você vai conseguir acabar comigo, mas com a igreja você não acaba […] Meu nome está em todas as redes mundiais com um crime que não cometi. Eu aceito, mas não destruam o nome da igreja. A igreja não tem culpa, minha família não tem culpa”, acrescentou.