O bispo Formigoni, que para quem achava ser o braço direito de Edir Macedo na direção da Igreja Universal acabou sendo afastado. Pois foi flagrado com uma mulher casada em seu carro e bastou assumir que teve “conversas” com ela, que Renato Cardoso, Genro do dono da Tv Record, o expulsou da instituição.

Acreditaram ainda que todas as acusações baseadas em prints colocaria um fim na cerreira do bispo, que até então era empregado de uma das maiores instituições religiosas do país. Mas se enganaram, pois Formigoni abriu seu próprio negócio e se tornou Dr. A Igreja hospital da Alma já esta em plena produção, desde que foi lançada, que segundo algumas publicações, seria no incio de maço deste ano.

A igreja do ex-bispo da Universal estaria no Barro Preto, bairro de classe média de Belo Horizonte, próximo a praça Raul Soares, uma das referências da capital de Minas Gerais.

De hábito noturno, Formigoni sempre entra em suas redes sociais próximo da meia-noite para algumas declarações de fé e orações. Alem disso, um vídeo também circula na internet , onde mostra o bispo ensinando um ato profético aos fiéis para não pegarem coronavírus.

Formigoni pede para que as pessoas mandem a foto dos familiares pelo WhatsApp, e escrevam o Vers. 13, do Cap. 12 do livro de Exôdo. Segundo o Dr. do Hospital da Alma o ato profético atrelado a uma oferta em dinheiro, que seria “o voto, o desafio com Deus,” irá proteger a todos que participarem do propósito do temido, Covid-19.

O Hospital da Alma nasceu após uma polêmica em setembro do ano passado, quando Formigoni deixou a Universal, após ter sido acusado de “conduta inapropriada”. Ele admitiu ter trocado mensagens com uma mulher casada. A denuncia foi feita no canal do Youtube do ex-bispo Alfredo Paulo e dava conta que a suposta amante seria esposa de advogado que contratou um investigador para dar o flagra.

Após, Rogério Formigoni achou por melhor não aceitar a punição imposta pelo bispo Renato Cardoso, genro de Edir Macedo. E em 30 de outubro, a Universal publicou em seu site uma nota que anunciava o desligamento do bispo da instituição.