Conecte-se conosco

Justiça

Pastor é condenado a 12 anos de prisão por estuprar 10 vezes a mesma adolescente

Ernestino, era pastor local e líder em uma igreja evangélica no bairro Vale Encantado, em Vila Velha

Publicado

em

Pastor condenado a 12 anos de prisão por violação sexual

Um caso de estupro envolvendo um pastor e uma adolescente que tinha 15 anos, ocorreu em 2017 e chocou a comunidade local e os membros que frequentavam a instituição do religioso.

Vídeo | Pastor evangélico agride mulher a pontapés em briga por imóvel

Na época Ernestino, era pastor local e líder em uma igreja evangélica no bairro Vale Encantado, em Vila Velha. Ele foi preso em a dois anos atrás sob acusação de estupro e essa semana foi condenado a uma pena de 12 anos e seis meses de prisão.

A vítima adolescente que frequentava a igreja que o pastor liderava e contou que foi estuprada 10 vezes.

De acordo com a sentença, proferida pelo juiz José Augusto Farias de Souza, da 1ª Vara Criminal de Vila Velha, o réu usava sua influência de pastor para cometer os crimes no gabinete da igreja. O caso foi julgado e sentenciado no dia 31 de janeiro.

Outro caso que chamou a atenção dos internautas nas redes sociais essa semana, foi de uma mãe que desesperada usou seu perfil do facebook para denunciar um caso de estupro envolvendo sua filha e seu marido pastor.

Mulher que tentou suicídio na ponte do Rio Negro é pastora. Flagrou marido bispo com travesti

De acordo com Bacelar Cristina Nayara, mãe da garota, ela conheceu seu marido Mauro Silva da Costa de 44 anos, quando sua filha tinha 1ano e 9 meses. No inicio ele demonstrava ser um pai carinhoso e nunca deixou transparecer nada. O relacionamento com o homem durou cerca de quase 9 anos.

]O casal estiveram por 6anos juntos na igreja, no meio cristão e ele sempre foi um homem muito respeitado.

“(…) e agora descobri que tudo não passava de uma farsa ele estuprou minha filha por quase 4 anos , até que descobri no dia 31 de janeiro, a menos de uma semana”, disse ela

De acordo ainda com o relato de Cristina, ela teria descoberto que ele fez coisa horríveis com sua filha e logo após ameaçava a garota se contasse a mãe. Disse ainda que todas as vezes que ele abusava dela, ela pedia perdão de Deus porque ele dizia que ela ia pro inferno.

Publicidade
Clique para comentar

Deixe um Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

POPULAR