Conecte-se conosco




Crime

Milícia faz justiça com as próprias mãos e mata homem a pauladas que assassinou mulher e bebê com facadas

Segundo a polícia civil, a milícia que comanda o bairro da Gardênia Azul, zona oeste do RJ, não teria aceitado a ação, e como um acerto de contas, autorizou a execução

Publicado

em

Homem mata mãe e bebê a facada

A polícia confirmou na segunda-feira (10) que Luís Fernando Barbosa, de 21 anos, foi morto a pauladas na cidade do Rio de Janeiro. O pedreiro era acusado de assassinar a facadas uma mulher de 24 anos e o filho dela, de 4 meses.

Bandidos sequestram pastor e esposa da Assembléia de Deus em " saidinha" do culto

Segundo a polícia civil, a milícia que comanda o bairro da Gardênia Azul, zona oeste do RJ, não teria aceitado a ação, e como um acerto de contas, autorizou a execução do homem, que teve o corpo encontrado no Canal do Anil.

Luís Fernando Barbosa estava em uma residência invadida, e foi morto na rua pelos milicianos, na frente de outros moradores, como uma forma de fazer justiça pela crime horroroso cometido no mesmo bairro.

O homem que teria matado a facadas na sexta-feira (7) a dona de casa Marileide da Silva Nascimento, de 24 anos, e o filho dela, Bryan Lucas Júnior, de apenas 4 meses, também no bairro Gardênia Azul, Zona Oeste do Rio.

A perícia averiguou que as duas vítimas receberam cerca de 30 golpes de faca, e a investigação mostrou que a intensão do assassino era matar a ex-mulher, mas que como não a encontrou em casa, fez o ataque contra a prima dela e o sobrinho.

As vítimas foram levadas nesta terça-feira (11) para a cidade de Buriti Bravo, no Maranhão, de onde veio a família, para o velório e sepultamento.

A polícia ainda investiga quem seriam os milicianos acusados de matar o pedreiro.



O conteúdo do site é protegido. Você pode reproduzi-lo, desde que insira créditos COM O LINK para o conteúdo original e não faça uso comercial de nossa produção.