Garoto é abusado por Gugu
Gugu abusa sexualmente de garoto

Uma matéria divulgada pelo jornal DCM diz que o apresentador Gugu Liberato pagou R$ 1 milhão de reais após ser acusado de abusar sexualmente de um jovem de 14 anos.

A história tem como protagonista o DJ Leandro Kloppel Lo Frano, que hoje mora na Europa, mas que na adolescência trabalhou com Gugu como um dos integrantes da banda “Boomerang”, comandada pela empresa do apresentador.

Vaza áudios na internet do Pastor Adeildo Costa sendo cobrado por fieis

Segundo o processo, o jovem, que vinha de uma família humilde e trabalhava desde os 9 anos como modelo, participou da seleção para compor uma nova boyband, e já durante esse processo, teve que viver com alguns abusos sexuais por parte de Francisco Suassuna (vulgo Ramon), que teria sido incumbido de organizar a seleção dos candidatos.

Logo no primeiro encontro com Gugu, os advogados do DJ disseram que o apresentador se encantou por ele, e começou a viver um caso fora das câmeras, levando o então adolescente na época para viagens internacionais.

Quando assumiu um relacionamento com uma mulher, a relação com Gugu foi finalizada, mas anos depois os dois voltaram e se encontrar.

Gugu teria pagado curso de DJ para Leandro, assim como mantido ele financeiramente em Ibiza, onde fez outros cursos.

Anos depois, Gugu teria arrumado outro namorado, e foi ai que a relação deles azedou.

O namorado de Gugu na época acusou Leandro de furto de bebida em uma festa, e o apresentador não defendeu o ex, o que gerou revolta por parte do DJ.

Em carta filhos de Gugu detonam a mãe e plano de Rose Miriam vem a tona

Em seguida, Leandro disse que foi convidado para participar de A Fazenda, mas que Gugu, como era o apresentador da atração, teria armado para ele sair do reality show, e por isso o DJ revolveu abrir um processo.

Com provas nas mãos que inclui e-mail e extratos bancários, as duas partes teriam chegado a um acordo de R$ 1 milhão de reais além das custas com advogados que seriam pagas por Gugu.

Também, o processo ficou em sigilo de justiça, e Leandro precisou assinar um documento onde jamais poderia falar sobre o assunto, e por isso somente agora o caso veio a tona.