Conecte-se conosco




Crime

Caso Flordelis | Esposo senador da dona da MK diz que estão sendo perseguidos

A investigação apontou que o aparelho de celular do pastor assassinado foi conectado a um chip em nome de Yvelise

Publicado

em

Dona da MK vai depor no caso Flordelis

O esposo senador da dona da MK Yvelise de Oliveira usou sua página do Facebook para afirmar que tanto ele, endo senador e a esposa estão sendo perseguidos, pela investigação que ligou a mulher ao caso Flordelis, envolvendo o celular do pastor Anderson do Carmo.

A dona da MK Music foi intimada pela Polícia Civil do Rio de Janeiro da Delegacia de Homicídios de Niterói e São Gonçalo, para prestar esclarecimentos sobre o telefone celular do pastor Anderson do Carmo.

A investigação apontou que o aparelho de celular do pastor assassinado foi conectado a um chip em nome de Yvelise e utilizado, dona da MK, no wi-fi da casa do senador Arolde, na Barra da Tijuca, na Zona Oeste do Rio.

Urgente! Pastor Adeildo Costa sofre infarto e fica entre a vida e a morte na UTI

O senador Arolde de Oliveira (PSD), por ter fôro parlamenta não é investigado no caso. Porém sua esposa dona Yvelise Oliveira deve prestar depoimento nos próximos dias. Com o esclarecimento da dona da MK, a polícia pretende esclarecer como o aparelho foi parar no endereço da casa onde ela reside com o senador. E principalmente o motivo do acesso aos dados com um chip em seu nome.

Segundo o senador que usou sua rede social para defender sua esposa disse que estão sendo perseguidos.

" Eu e minha esposa estamos sem chão, nos sentindo caluniados e difamados com o noticiário da Globo buscando nos envolver no assassinato do Pastor Anderson do Carmo. Nunca poderíamos imaginar que alguém pudesse nos odiar tanto para justificar um tal absurdo. Deus está no controle" disse ele na sua pagina oficial do facebook.

Lembrando que a empresária Yvelise de Oliveira, diretora do Grupo MK, é a mesma gravadora de Flordelis. Por conta do assassinato do pastor Anderson do Carmo, sendo a cantora uma das suspeitas do crime, a gravadora ainda não teria renovado o contrato com a pastora. No entanto, a diretoria nunca se pronunciou sobre o assunto.




O conteúdo do site é protegido. Você pode reproduzi-lo, desde que insira créditos COM O LINK para o conteúdo original e não faça uso comercial de nossa produção.