Conecte-se conosco




Polêmicas

"Ladrões, primos de satanás", diz pastor de cantores gospel que cobram para cantar

O vídeo que foi postado no Twitter gerou uma grande repercussão e uma enxurrada de comentários

Publicado

em

Pastor chama de ladrões que cobra para cantar

David Antwi é o pastor fundador e líder da igreja dos Ministérios Kharis em Londres e como tal autoridade no meio evangélico ele disse o que muitos líderes gostariam de falar. O que ele pensa sobre os artistas evangélicos ficou registrado em um vídeo onde ele aparece rotulando os cantores gospel que cobram para cantar nas igrejas de “ladrões”. A declaração do religioso gerou uma grande quantidade críticas e polêmicas nas mídias sociais.

Cantora gospel Sarah Farias se recusa a cantar por R$ 2.500 Reais na cara dura

Na gravação polêmica, que trouxe o descontentamento dos artistas do meio gospel, David começou dizendo aos músicos: “Deus os abençoe, eu realmente aprecio vocês!". Mas logo mostra a real intenção do conteúdo do vídeo e os chama de ladrões.

“Você é um ladrão se tocar instrumentos e cantar na igreja e coletar dinheiro, você é um ladrão”. Mais tarde, logo em seguida ele acrescenta que eles são “primos de Satanás”.

O vídeo que foi postado no Twitter gerou uma grande repercussão e uma enxurrada de comentários . Muitos que se enquadram na classe artística apoiaram os músicos.

“Muitos cantores não pedem pagamento, mas mesmo se pedissem, chamá-los de ladrões não é uma boa ideia. Se você não os aprecia. não abuse deles.” comentou um seguidor.

Estrela gospel Sarah Farias recusa R$ 2.500 e diz ser abelha convidada para festa de vespa

Pela maioria dos comentários feitos pelos internautas, pode-se até deduzir que mesmo sendo apoiado silenciosamente por outros, o eco de muitos fez com o pastor fosse infeliz na declaração.

“Os cantores são ministros como pastores. Se receber um salário é bom para os pastores, por que não seria bom também para os cantores instrumentistas?” disse outro.

Houve até comentário de um artista, membro de um grupo de louvor.

“De um modo geral, eu diria que as pessoas não devem ser pagas para tocar na igreja, mas devemos apreciar que músicos e artistas dentro de nossa igreja estão sempre ali servindo. Deveríamos entender que esse é o meio de vida deles, os músicos e cantores treinaram a maior parte de sua vida para obter as habilidades que possuem. Se eles não cobram, não podem pagar o aluguel no final do dia, seja o músico, o designer gráfico ou a pessoa que cria o site. Então, acho que se um músico ou cantor profissional não se sente à vontade em tocar de graça na igreja, devemos pelo menos apreciar isso e discutir isso com eles. Ele acrescenta que é uma pergunta difícil, como a Bíblia mesmo diz de pagar honrosamente aos obreiros e exortações a dar generosamente. No Novo Testamento, vemos que a igreja é como uma família que está crescendo. Minha mãe nunca costumava me cobrar pelo jantar dela, e meu pai nunca me cobrava por ele fazer bricolage no meu quarto e é porque as famílias se servem. Então, no contexto da igreja, acho certo que nos tratemos e agimos de maneira a servir e isso geralmente envolve a música também. Tocamos música na igreja como um serviço a nossos irmãos e irmãs e não para obter lucro financeiro", disse Leo Elbourne.



O conteúdo do site é protegido. Você pode reproduzi-lo, desde que insira créditos COM O LINK para o conteúdo original e não faça uso comercial de nossa produção.



Continue Lendo
Publicidade
Clique para comentar

Deixe um Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *