Um homem evangélico morador de Ouro Preto do Oeste (RO), matou a esposa a facadas e se enforcou ao lado da mulher, onde o casal viviam.

A Polícia Militar  foi acionada  manhã desta terça-feira (7) para se dirigir até o Jardim Bandeirante par atender uma ocorrência de homicídio. Porém, quando chegou até o local, se deparou com feminicídio seguido de suicídio.

Pastor evangélico da Igreja Assembléia de Deus é acusado de destruir casamento

O evangélico foi identificado por José Rocha. Homem com pouco mais de 60 anos, e sua esposa Anita da Rocha Lopes, 42 anos.matar a mulher a facadas, se pendurou em uma corda e morreu ao lado da companheira, no quarto do casal.

Os corpos foram descobertos por três filhos do casal, com 7, 9 e 13 anos. O evangélico matou a companheira, e deixou a porta entreaberta antes de cometer o suicídio. Ao se verem frente a frente com a cena chocante, As crianças saíram correndo e foram para casa de uma tia comunicar que o pai deles havia matado a mãe.

O casal era membro da Igreja Assembleia de Deus do Jardim Bandeirante. Porém eles haviam deixado a congregação. Contudo, vez ou outra compareciam à igreja, pois os filhos participavam da Escola Bíblica.

Pastor é segunda vítima de descarga elétrica de microfone

Ainda no último domingo, um grupo do Círculo de Oração da congregação esteve na casa do casal a pedido da companheira Anita.

“Ela disse pra gente que a família dela estava destruída”, revelou uma amiga do casal.

Anita era trabalhadora informal produzindo tapetes caseiros. Além das atividades para gerar rendas, cuidava do pai que é enfermo. Não há informações sobre o motivo da viagem de José no final de novembro do ano passado para o Espírito Santo, somente retornando para casa no Natal.

Através do grupo WhatsApp que Anita frequentava descobriu-se que ele e era uma pessoa tranquila. Vizinhos do casal ainda disseram que nunca ouviram uma discussão do evangélico com a esposa. Um testemunha relatou que Anita teria comentado sobre uma provável separação do casal.

Este é o segundo suicídio do ano, com poucos dias de diferença entre eles. No último domingo, 05, em Santa Inês, cidade no estado do Maranhão. Segundo informações, o pastor José de Arimateia Sousa, ministro da Assembleia de Deus Ceadema, foi encontrado morto pela esposa na garagem da residência.

José de Arimatéia era pastor auxiliar no templo central em Santa Inês, igreja presidida pelo pastor Rayfran Batista, ligada à Ceadema.

Pastor evangélica desabafa um mês após a morte da esposa

Ainda segundo foi informado, o Arimateia lutava contra a depressão e deixou a esposa e um casal de filhos.