Conecte-se conosco




Gente

Pastor é segunda vítima de descarga elétrica de microfone

Publicado

em

Pastor morre após descarga elétrica cauda por microfone

Segundo informou o portal de Holanda, pastor Marcos Antonio Lourenço de Araújo, foi vítima depois de receber uma descarga elétrica do microfone. A tragédia aconteceu na noite dessa quinta-feira (26). A igreja que fica na cidade de Manaus (AM) é a segunda a ser notícia de morte repentina durante a pregação.

+ Caminhão desgovernado invade Igreja evangélica e vítimas

Fiéis que estavam presentes no culto no momento em que o pastor pregava, contaram que o microfone usado na cerimônia teria causado a tragédia. Inclusive os membros disseram que Lourenço chegou a ser socorrido e levado inconsciente  para o Hospital Chapot Prevost, mas não resistiu. Outra pessoa que estaria no púlpito também foi atingida, mas não corre risco de morte.

Esta nãos eria primeira vez que fiéis são vítimas de descarga elétrica. Em de setembro de 2016 em  Catanduva, interior de São Paulo, a esposa de um pastor foi eletrocutada durante um culto e faleceu depois de ser socorrida.

+ Gugu morre após lutar contra a morte depois de um acidente doméstico

De acordo com as informações da época, a pastora de 27 anos, estava cantando no coral da Igreja Pentecostal Profetas da Última Hora. Quando levou um choque imediatamente parou de cantar e ficou muito assustada.

Seu marido pastor, foi ao púlpito e tomou uma medida de contenção enrolando o microfone com um guardanapo e o devolveu à esposa que ela voltasse a cantar. 

De acordo com informações da Polícia que atendeu a ocorrência, alguns minutos depois, quando a igreja estava em um momento de oração, ela recebeu a segunda descarga elétrica e caiu.

Embora a pastora tenha recebido todo atendimento necessário, não resistiu e morreu no hospital.



O conteúdo do site é protegido. Você pode reproduzi-lo, desde que insira créditos COM O LINK para o conteúdo original e não faça uso comercial de nossa produção.



Continue Lendo
Publicidade
Clique para comentar

Deixe um Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *