Conecte-se conosco




Pastor

Igreja Universal de Costa do Marfim são depredadas após prisão de pastor da igreja

Publicado

em

Vídeo: Igrejas Universal de Costa do Marfim são depredadas após prisão de pastor da igreja

Igreja Universal de Costa do Marfim são depredadas após prisão de pastor da igreja. Um pastor da Igreja Universal do Reino de Deus que comprovadamente esteve envolvido em ataques e ameaças cometidas a própria IURD teve sua sentença decretada, através de julgamento, no dia 11 de setembro (quarta-feira). Ele acabou preso.

Foram várias ondas de protesto desde a reclusão do pastor. Mas na última quarta-feira deste mês (16) as manifestações tomaram grandes proporções, levando a morte de um jovem.

Bispo Gonçalves afirmou que a IURD de Costa do Marfim foi alvo de vários ataques pelas redes sociais. O bispo Gonçalves é encarregado de gerenciar todas as igrejas Universal do Reino no território africano, de língua portuguesa.

“A um ano atrás, aproximadamente a igreja em Costa do Marfim vinha sofrendo vários ataques nas redes sociais. Mentiras, calúnias e inclusive também graves ameaças. O bispo Vitor, responsável pela igreja foi às autoridades, em Costa do Marfim, e denunciou esses ataques e essas ameaças. As autoridades policiais de Costa do Marfim iniciaram uma investigação contra os perfis falsos. A igreja não sabia quem estava por trás daqueles perfis...Depois de algum período de investigação a polícia chegou então ao crime. Chegou a quem estava por trás daqueles perfis falsos. Um pastor da Igreja Universal, um pastor são-tomense, um pastor em atividade estava por trás”, afirmou o bispo Gonçalves.

O referido pastor teve sua prisão decretada, pela justiça, há cerca de um mês. O fato chocou todo o meio evangélico e gerou grande desapontamento entre os ministros da palavra da IURD.

Após a prisão do pastor, sua esposa junto com os fiéis da igreja acredita que tal fato, a prisão, ocorreu por culpada igreja.

“Iniciou-se um processo pela libertação desse pastor. A igreja foi procurada, e a igreja foi chamada lá na Assembleia dos Deputados para dar explicação. O bispo compareceu e explicou, que não foi a igreja que mandou prender o pastor, foi a justiça”, relatou o bispo Gonçalves.



O conteúdo do site é protegido. Você pode reproduzi-lo, desde que insira créditos COM O LINK para o conteúdo original e não faça uso comercial de nossa produção.



Publicidade