Conecte-se conosco




Geral

Justiça parece irritada com Apostolo Valdemiro Santiago e mantém decisão Judicial

Publicado

em

justiça nega passporte diplomático a valdemrio santiago
Justiça parece irritada com Bispo Valdemiro Santiago e mantém decisão

PAssaporte diplomárico

Justiça está irritada com Bispo Valdemiro Santiago e mantém decisão. Recentemente Valdemiro Santiago recebeu o direito de usar o passaporte Diplomático. Mas por azar o líder da Igreja Mundial foi alvo de uma aça popular na justiça.

A justiça conseguiu embargar o passaporte do Valdemiro Santiago logo em seguida, com as mesmas alegações que foram usada para retirar do também líder religioso, RR  Soares.

No entanto Valdemiro ainda tentou manter o benefício cedido. Porém a decisão anterior foi mantida, por entender que não há risco de lesão grave ou de difícil reparação.

” Eu preciso que a justiça seja justa”, diz cantora gospel que foi agradida pelo ex-marido pastor

Assim  o desembargador André Nabarrete, do Tribunal Regional Federal da 3ª Região, negou pedido da União para suspender liminar que recolheu o passaporte diplomático do pastor Valdemiro Santiago de Oliveira. Na ocasião  sua mulher, Francileia de Castro Gomes de Oliveira também recebeu.

Os passaportes diplomáticos concedidos ao casal de religiosos foram alvo de ação popular movida pelo advogado Ricardo Amin Abrahão Nacle. A União alegou que a liminar prejudica os programas sociais desenvolvidos no exterior pela Igreja Mundial do Poder de Deus, em benefício de comunidades brasileiras e estrangeiras em diversos países.

No entanto, segundo o desembargador André Nabarrete, o recurso não mostra qualquer risco de dano ao autor do agravo. Além disso, não apresenta existência de dano atual e concreto.

"Foi aduzida abstrata e genericamente prejuízo à continuidade e efetividade dos programas sociais desenvolvidos no exterior pela igreja dos beneficiários do ato administrativo, bem como a necessidade premente da proteção adicional representada pelo passaporte diplomático", explicou o relator.

"Ausente o risco iminente, desnecessário o exame da probabilidade de provimento do recurso, pois, por si só, não justifica a concessão da medida pleiteada", concluiu.

O conteúdo do site é protegido. Você pode reproduzi-lo, desde que insira créditos COM O LINK para o conteúdo original e não faça uso comercial de nossa produção.



O conteúdo do site é protegido. Você pode reproduzi-lo, desde que insira créditos COM O LINK para o conteúdo original e não faça uso comercial de nossa produção.



Continue Lendo
Clique para comentar

Deixe um Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Publicidade