Conecte-se conosco




Polêmicas

Bomba! Presbítero se revolta contra Pastor evangélico Valdomiro Pereira e acusa de formador de quadrilha

Publicado

em

Comitê evangélico protocola documento pedindo Sérgio Moro CEADEB
Bomba! Presbítero se revolta contra Pastor Valdomiro Pereira e acusa de formador de quadrilha

Sergio Moro

Em áudio, o Presbítero Bastos, das Assembléias de Deus em Juazeiro acusa o Valdomiro Pereira de formação que quadrilha. Segundo o religioso baiano, o Pastor, que já teve seu nome envolvido em inúmeras polêmicas, estaria cometendo ilicitudes na companhia de seu irmão.

No áudio em que o presbítero denúncia as atividades dos irmãos Pereira, o religioso questiona o que Francisco Pereira estaria fazendo em Juazeiro.

Segundo o Presbítero, já foi encaminhada uma denúncia formal contra o irmão de Valdomiro Pereira. O pastor Francisco Pereira estaria cometendo alguns desmandos na sede da cidade de Juazeiro. Isto estaria deixando as lideranças religiosas da Assembléia de Deus da cidade, indignadas. Pois ao negar um pedido com as normas estabelecidos pelo Estatuto da instituição, os pastores estariam formando uma quadrilha.

Valdemiro Santiago não paga salário de pastor e família passa fome

O presbítero de Juazeiro garante que dará direito de resposta a Valdomiro Pereira no grupo de mensagens de um aplicativo.

Pois, ao enviar um ofício à CEADEB (Convenção Estadual das Assembléia de Deus no Estado da Bahia), e que eram preciso somente apenas duas assinaturas, o pastor fez retornar o pedido.

A confusão foi tamanha que até um ex vice-prefeito da cidade se envolveu na discussão. O imbróglio tomou uma proporção imensa que acabou em agressão física. Porém o presidente da CEADEB, Valdomiro Pereira não fez menção alguma de intervir contra os agressores. Por questões financeiras e jurídicas, os membros da Assembléia de Deus de Juazeiro, estão se agredindo fisicamente.

Após fazer a denúncia no áudio, o Presbítero Bastos, coloca uma maneira de acabar com a quadrilha formada pelo Pastor Valdomiro Pereira. Para o religioso de Juazeiro, a única maneira para acabar com a suposta organização criminosa, é lhe prejudicar financeiramente. Pois, sem condições monetárias os criminosos não teriam condições de aplicar novos golpes.



O conteúdo do site é protegido. Você pode reproduzi-lo, desde que insira créditos COM O LINK para o conteúdo original e não faça uso comercial de nossa produção.