Conecte-se conosco




Gente

Morre pastor da Igeja Batista após 8 anos de luta contra câncer

Publicado

em

Morre pastor da igreja batista

Morre Jefferson Vargas, 63 anos, pastor e administrador e membro da Primeira Igreja Batista de Vitória (ES). Ele faleceu na madrugada desta sexta-feira. Ele estava internado no Hospital Meridional desde o dia 24 de agosto.

Marido que matou esposa pastora durante culto emprestou dinheiro na compra de arma

Diagnosticado com câncer de pulmão em agosto de 2011, Jefferson surpreendeu várias vezes os médicos que o acompanhavam pela recuperação que tinha frente ao tratamento contra câncer.


Passou por internações, cirurgias, quimioterapias, sempre com muita força e mantendo o sorriso no rosto. A sua luta contra a doença foi grande e ele foi um guerreiro até o fim.


Apaixonado pelo trabalho da Igreja, Jefferson Vargas foi, por muitos anos, coordenador Estadual e Nacional dos Embaixadores do Rei; presidente dos Homens Batistas do Estado do Espírito Santo; presidente dos Homens Batistas do Brasil; membro do Conselho Fiscal da Convenção Batista Brasileira; cooperador do Mutirão Nacional Missionário (Munami), da União de Homens Batistas do Brasil; e contador da Associação dos Músicos Batistas do Brasil.

Empresário, Jefferson era proprietário da Contatos Contabilidade e deixa esposa (Cleria), dois filhos (Cleferson e Leticia), assim como três netos (Valentina, Nicolas e Angelina).


O velório aconteceu na Primeira Igreja Batista de Vitoria, na tarde de sexta-feira, e o enterro aconteceu às 11h deste sábado no cemitério Jardim da Paz, em Laranjeiras, Serra.
houve também um culto na Igreja às 19h30 da -feira e outro no sábado pela manhã, às 8h30.



O conteúdo do site é protegido. Você pode reproduzi-lo, desde que insira créditos COM O LINK para o conteúdo original e não faça uso comercial de nossa produção.



Continue Lendo
Clique para comentar

Deixe um Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Gente

Mais um Pastor toma atitude desesperada e a pergunta não cala: "Porque cresce o suicídio entre os evangélicos?

Publicado

em

pastor comente suicídio

Nesta última segunda-feira (9), o Pastor Jarrid Wilson , de apenas 30 anos, cometeu suicídio. Chamou atenção o fato dele ser tão jovem, pai de dois filhos pequenos, ter uma esposa linda e era pastor de uma mega igreja americana.

Ana Paula Valadão revela segredos íntimos aos seus seguidores

Contudo , o pastor em sua última mensagem pregada, falou que nem mesmo o amor de Deus impediria uma pessoa de ter pensamentos suicidas. Em sua última postagem no Twitter ele também falou sobre suícidio.

"Amar a Jesus nem sempre cura pensamentos suicidas. Amar a Jesus nem sempre cura a depressão. Amar a Jesus nem sempre cura o transtorno do Estresse pós-traumático. Amar a Jesus nem sempre cura a ansiedade. Mas, isto não significa que Jesus não nos oferece companhia e consolo. Ele sempre faz isso", afirmou o pastor.

O anúncio de sua morte trouxe sentido às suas palavras. Jarril era líder do departamento de saúde emocional de sua igreja. A notícia deixou em choque a comunidade cristã por todo o mundo. O fato também trouxe questionamentos sobre a saúde emocional dos líderes evangélico e também dos próprios membros. Hhaja visto o crescimento do número de suicídios entre a comunidade evangélica no Brasil, como tem sido noticiado em vários sites de notícias.

Porque isto acontece aos que pregam que Jesus pode a tudo responder?

É a pergunta que mais tem sido feita nos últimos dias. E a resposta pode estar na negligência que muitos líderes tem tido para com suas próprias emoções. Muitos espiritualizam todas as áreas de sua vida, tentando resolver sob o prisma da fé.

Em relação aos líderes evangélicos, muitos imbuídos na teologia triunfalista cada vez mais divulgada não admitem ter perdido o controle de suas emoções levando a abismos profundos provocados por questões existenciais não resolvidas.

A vergonha de admitir que pode não ser um sucesso com suas emoções, o medo de confiar e o preconceito em pedir ajuda aos médicos, faz com que muitos vivam uma vida amargurada.

Por isso, cada dia que se passa mais pastores além de cursos de teologia , também tem procurado a especialização em curso de formação como a psicanálise entre outros. Muitas pastores já admitem fazer terapia em suas postagens no instagram. O assunto era um tabu no meio da igreja. E há uma grande necessidade tanto na especialização dos pastores na área saúde emocional, como há necessidade de profissionais habilitados a cuidar da mente também dentro das igrejas.



O conteúdo do site é protegido. Você pode reproduzi-lo, desde que insira créditos COM O LINK para o conteúdo original e não faça uso comercial de nossa produção.




Continue Lendo

POPULAR