Pastor da CEADEB se declara pobre para não pagar custos de processo na Justiça

É sabido de todo o público que várias pessoas arrumam várias maneiras de se verem livre da Justiça. O Pastor José Ivan que é ligado a CEADEB se declarou pobre, mesmo ganhando mais de 14 mil reais mensais. Ele teve esta atitude para não pagar as custas judiciais de um processo movido contra ele.

Ele que se declarou pobre em um processo também está sofrendo outro disciplinar.

Ele teria cometido adultério recentemente. O Conselho de Ética das Assembléias de Deus está investigando o caso. Ivan teria cometido adultério recentemente. O Conselho de Ética das Assembléias de Deus está investigando o caso.

José Ivam é presidente das Assembléias de Deus em Sobradinho e também Presidente do Conselho de Ética. Como será possível investigar e punir o líder religioso, tendo ele um cargo tão importante? Contudo, ele foi até os meios legais para pedir isenção das custas judiciais para se proteger de um processo.

Mas segundo informações que foram divulgadas pelo Pastor Elizeu Rosa , ele ganha mais de 14 salários mínimos por mês na sua função. José Ivan, que tentou declarar que tem baixa renda, também está nos noticiários do meio gospel por outro motivo. Ele está sendo acusado, de supostamente estar namorando uma fiel da sua Igreja.

O religioso já foi denunciado no próprio Conselho de Ética que ele preside, porém, acabou não sendo afastado.

O pastor baiano já é conhecido como um religioso bastante namorador. Há meios de comunicação que questionam o cargo que ocupa no Conselho, pois suas atitudes não são mais éticas, por ora.

Há um questionamento de toda a sociedade evangélica. Qual o brasileiro que ganha o mesmo salário que o religioso citado, ganha? E ainda se declarar pobre e se valer de um benefício para os mais necessitados? O vídeo dá conta que o que Ivan não tem tantas despesas, já que a maioria delas, é a Assembléia de Deus quem paga.

De acordo ainda com o vídeo, José Ivan não é pobre. Tem um carro avaliado em mais de 50 mil reais. Seria apenas com o intuito de se ver livre de despesas judiciais.


Atenção: Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do "O Buxixo Gospel. Se achar algo que viole ou fira sua honra pessoal, envie para o email: contei@gospelcontei.com.br que iremos analisar.