Conecte-se conosco




Geral

Pastor processa Igreja Batista após ser demitido

Publicado

em

John J. Rector processa igrejaBatista
Pastor processa Igreja Batista após ser demitido

   Um pastor do Texas, está processando a Igreja Batista em que ele era líder e e foi expulso. Ele alega que foi demitido de maneira indevida. Os próprios membros da instituição ligaram para a Polícia para que ele fosse impedido de pregar.

 Além do pastor que processa Igreja Batista mais há mais sete líderes, incluindo quatro diáconos. O valor do processo foi anunciado por volta de 100 mil dólares, por danos morais.

  John J. Rector, abriu o processo na 170 ª Corte Distrital de Waco. Segundo alegou ele, ocorreu um encontro não-autorizado entre membros da comunidade, algo que levou à sua saída.

  A reunião do dia 15 de Maio deste ano, segundo Rector, teria violado o estatuto da Igreja. Este estatuto exige que o pastor, o secretário e o tesoureiro estejam nas reuniões da congregação. Ainda há a exigência, de que os 125 membros sejam notificados de todas as decisões tomadas, um por um.

Incêndio destrói Igreja de Silas Malafaia e assusta fiéis

 Após a reunião dia 15 de Maio, no dia 18 de Maio, uma carta rescisória foi entregue ao Pastor Rector.

No domingo, dia 19 de Maio, o Rector foi realizar seu sermão, os fiéis chamaram a Polícia.. Os fiéis que chamaram o Departamento de Polícia de Waco, entregaram a carta rescisória inacabada aos policiais.           

 A imprensa, procurou o religioso, o advogado, e a Igreja Batista que que fez a demissão; para que pudessem dar declarações sobre o ocorrido. Porém, nenhum dos envolvidos se prontificou em dar declarações.

 Funcionários da Igreja que demitiu Johan Rector, em San Antonio deram declarações. Eles disseram que o pai de Rector, tinha sido o líder da comunidade por 40 anos. Eles sabiam que o sacerdote tinha sido nomeado líder e Pastor, mas não que ele tinha sido demitido.

 A autoridade da Igreja que demitiu John, observou ainda não conhecer os detalhes da expulsão do Pastor. Mas, na sua opinião acha a medida descabida.

Em uma página de um site já extinto, de Rector, ele disse que o seu chamado para ser Pastor não podia ser suprimido.

 " Meu chamado para o Ministério do Evangelho não pode ser suprimido por nada neste mundo. Sou obrigado a pregar e ensinar a inspirada Palavra de Deus a pessoas de todas as esferas da vida. Quando criança, fui abençoado por ser criado em um lar cristão. Meu pai, já falecido, o Pastor John J. Rector, serviu incansavelmente como Pastor Chefe da Igreja Batista Missionária de Antioquia em San Antonio por mais de 40 anos" o Pastor se refere a seu pai com orgulho.

            A Igreja Batista Missionária de Antioquia está na lista das Igrejas membros na Convenção Batista do Sul. 

Fonte: ChristianPost



O conteúdo do site é protegido. Você pode reproduzi-lo, desde que insira créditos COM O LINK para o conteúdo original e não faça uso comercial de nossa produção.