Conecte-se conosco




Geral

Pastor toma atitude insperada e suicídio é impedido na hora "H"

Publicado

em

Ponte Newton Navarro
Pastor toma atitude insperada e suicídio é impedido na hora  "H"

O pastor Rubens Medeiros, da Assembleia de Deus Milagres, teve uma brilhante idéia para evitar que alguém cometa suicídio e até um padre comprou a inciativa e passou a apoia-lo.

A Ponte Newton Navarro em Natal (RN) é a principal estrutura escolhida pelos suicidas. E é ai que um grupo de evangélicos acampados em uma ponte, tem salvado vidas, impedindo pessoas de cometer suicídio .

Os cristão estão acampados desde o último sábado dia (20), e já conseguiu evitar 16 tentativas de suicídio. O pastor Rubens, organizador da virgília, improvisou um acampamento. Nele há tenda para refeições e barracas para repouso dos voluntários.

Pessoas que foram impedidas por eles de tentar suicídio também passaram ajudar no acampamento.

Mais notícias gospel

O grupo é formado por pessoas de todas as idades e condições financeiras. São dois grupos de pessoas que ficam monitorando. O grupo que fica embaixo diz que está atento a pessoas em comportamento suspeito.

“Ficamos por aqui, evangelizando e prestando atenção às pessoas. Quando identificamos um possível suicida, passamos uma mensagem por rádio a alguém que está no alto da ponte, passando as características físicas e vestimentas.

"Há também uma abordagem de veículos que passam pela ponte ”, explicou Elisângela Leonês, vendedora autônoma, que deixou de trabalhar para atender ao chamado do pastor para o trabalho voluntário pela vida.

“A gente chega junto, oferece ajuda, conversa, ora e acompanhamos a pessoa até lá embaixo, onde um de nós ou mesmo a polícia, que passa muito por aqui, dá uma carona pra casa e entrega à família”, acrescentou o voluntário Wellington.

Raquel Santiago exige venda de camisetas enquanto ostenta anel milionário

A atitude do pastor Rubens, foi elogiada pela Polícia Militar, que afirmou manter um efetivo na Ponte Newton Navarro. A ponte também é considerada um cartão postal de Natal. Mas devido a falta de recursos isso ainda foi possível, disse o Tenente Coronel Franco, assessor de comunicação da Polícia Militar do RN.



O conteúdo do site é protegido. Você pode reproduzi-lo, desde que insira créditos COM O LINK para o conteúdo original e não faça uso comercial de nossa produção.